Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |   WebMail  |   Fale Conosco
Publicada: 26/01/2018 10:16:56-MT
Por sonho do tri, Cruzeiro segura titulares e recusa pouco mais de R$ 45 milhões
Foto:

Quando assinou a renovação de contrato com o Cruzeiro, o técnico Mano Menezes teve a garantia da então diretoria recém-eleita de que teria mantido o grupo e ainda receberia reforços, de olho na busca do tricampeonato da Taça Libertadores. A promessa está sendo cumprida à risca. Além de ter trazido sete jogadores, o clube mineiro vem recusando proposta a proposta de outros clubes que tentam tirar suas principais peças. Ao todo, o valor recusado, somadas todas as propostas, gira em torno de R$ 45 milhões.

A última veio à tona com Lucas Romero. O Cruzeiro recusou duas propostas pelo jogador. A maior delas do Veracruz, do México, que girava em torno de R$ 7 milhões. O clube mineiro tem 50% dos direitos do argentino, enquanto restante é do Vélez Sarsfield. Romero é considerado um dos polivantes do grupo, podendo ser escalado no meio e também na lateral direita.

Mas a história das propostas recusadas começa em novembro do ano passado. Valorizado por estar na seleção uruguaia e também pelas apresentações no Cruzeiro, Arrascaeta despertou interesse do Orlando City, dos Estados Unidos. Dono de 25% dos direitos, o Cruzeiro embolsaria aproximadamente R$ 11 milhões, mas preferiu mantê-lo, pensando em uma ainda maior valorização.

Em dezembro e janeiro, chegaram outras propostas. A primeira para o zagueiro Murilo. Um clube do futebol italiano ofereceu R$ 15 milhões aproximadamente pelo jogador. O Benfica, de Portugal, também mostrou interesse. Entretanto, não chegou uma proposta oficial. Na ocasião, o Cruzeiro deixou claro que só vende o jogador por R$ 30 milhões.

Depois do zagueiro, chegou a vez de Rafinha ser assediado. O Vasco tentou tirar o jogador do Cruzeiro, aproveitando uma brecha do contrato do jogador com a Raposa. Entretanto, a pedido de Mano, o jogador permaneceu na Toca da Raposa. Como promessa, o atleta recebeu um aumento salarial e prolongou seu contrato.

O penúltimo capítulo, antes de Romero, foi Thiago Neves. O Al Hilal, da Arábia Saudita, ex-clube do jogador, ofereceu cerca de R$ 11 milhões ao meia cruzeirense. Entretanto, pensando no projeto e acreditando que Thiago vale bem mais, a Raposa decidiu recusar a proposta.

Por causa da valorização do grupo, o Cruzeiro acredita que será difícil manter todo o grupo até o final do ano e, nos bastidores, já admite que poderá perder uma ou duas peças no meio da temporada.

 

Fonte: GE



PUBLICIDADE