Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |   WebMail  |   Fale Conosco
Publicada: 01/02/2018 11:16:17-MT
Bandeira projeta eleições e brinca com adversários: “Vamos ganhar tudo”
Foto:

Durante o mandato de Eduardo Bandeira de Mello, o Flamengo conquistou duas vezes o Campeonato Carioca e uma Copa do Brasil. No entanto, com o alto investimento feito, a torcida não está satisfeita com os resultados dentro de campo. Em ano de eleição, o presidente do Rubro-Negro acredita que os eleitores irão levar em conta o bom trabalho extracampo que vem sendo realizado.

“O Flamengo foi para três finais, só ganhou uma, perdeu outra nos pênaltis, mas ninguém está satisfeito. Eu, que sou torcedor acima de tudo, quero ganhar. É um último ano (de mandato) em que você tem uma eleição em dezembro e o resultado dentro de campo será levado em consideração. Mas tenho certeza que os eleitores não vão levar em conta só o resultado em campo”, afirmou o mandatário durante evento sobre gestão no futebol promovido pela BDO, empresa de auditoria e consultoria, antes de brincar Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras, e Andrés Sanches e Felipe Ezabella, presidenciáveis do Corinthians.

“O resultado (em campo) vai ser ótimo. Vamos ganhar tudo e não vai sobrar nada para o Corinthians e para o São Paulo”, disse Bandeira de forma descontraída, que posteriormente corrigiu o clube que Galliotte preside. “Ou melhor Palmeiras. E muito menos para o São Paulo! Já ganhamos deles na Copinha. Brincadeiras à parte, tenho certeza que o sócio do Flamengo vai votar na continuidade do trabalho. Eles vão escolher pela continuidade do projeto ou se querem voltar para alguma situação desagradável ou sei lá. Não vou me estender ”.

Além disso, o presidente do o Flamengo se mostrou aberto a um diálogo com Alexandre Campello, que assumiu o Vasco após eleições polêmicas. Bandeira, que confirmou que não se manterá na direção do Mengão após este ano, ainda brincou com o novo mandatário do cruz-maltino.

“Ainda não (conversei com ele). Não temos nada contra conversar com ele. Nem ele sabia que ia ser presidente. Virou presidente de uma hora para a outra e a partir daí começamos a conversar”, finalizou em tom descontraído.

 

Fonte: Gazeta Esportiva



PUBLICIDADE