Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |   WebMail  |   Fale Conosco
Publicada: 19/04/2018 09:48:04-MT
Com um gol de Jadson, Corinthians bate Independiente e fica perto da classificação
Foto:

O Corinthians joga sem centroavante, mas a inteligência de Jadson fez com que ele, com apenas 1,68 metro de altura, saltasse para desviar de cabeça e garantir a vitória por 1 a 0 sobre o Independiente, na noite desta quarta-feira, na Argentina. O resultado deixa o clube brasileiro em situação bem confortável na Copa Libertadores e com a classificação encaminhada para a fase de mata-mata. O clube argentino chegou a marcar o gol de empate, mas o árbitro, erroneamente, anulou a jogada.

O jogo nem parecia Libertadores. Corinthians e Independiente fizeram um jogo bom tecnicamente, com chances de gols, poucas faltas, sem confusão e em um estádio moderno, longe de ser aqueles cubículos corriqueiros do torneio continental. As equipes entraram em campo claramente para jogar futebol.

Nada de faltas desnecessárias e troca de empurrões como acontecem em confrontos de brasileiros contra argentinos. Tanto que a primeira falta aconteceu só aos 16 minutos de jogo, cometida por Henrique.

O gol da vitória saiu no segundo tempo, após Mateus Vital cruzar na cabeça de Jadson, que desviou e contou com a ajuda do goleiro Campaña colocar para dentro. O meia não estava fazendo um bom jogo, mas foi decisivo e mostrou sua importância para a equipe. Ele tinha sido poupado da partida contra o Fluminense, na estreia do Brasileirão, justamente para chegar bem ao jogo na Argentina.

Logo depois, Romero, do Independiente, marcou gol legal e o árbitro deu impedimento, para aumentar ainda mais as polêmicas de arbitragem envolvendo o clube paulista, que ainda lembra do clássico com o Palmeiras, na decisão do Paulistão.

Deixando de lado as polêmicas, o fato é que o Corinthians chegou aos sete pontos e reassumiu a liderança do grupo. Millonarios, que venceu por 4 a 0 o Deportivo Lara na terça-feira, é o segundo colocado, com quatro.

A equipe alvinegra volta a campo pela Libertadores no jogo de volta contra os argentinos, dia 2 de maio, na Arena Corinthians. O time de Fábio Carille ainda tem como ponto a se destacar o fato de ser o único time da competição continental que ainda não levou gols na fase de grupos. Bem como prega a cartilha do técnico Fábio Carille, adepto do sistema defensivo forte e de um time sempre frio em campo.

FICHA TÉCNICA:

  1. INDEPENDIENTE 0 x 1 CORINTHIANS
  2. INDEPENDIENTE - Campaña; Bustos, Amorebieta, Figal e Gastón Silva; Domingo, Gaibor, Gonzalo Verón (Fernández), Benítez (Gigliotti), Menéndez (Meza); Romero; Técnico: Ariel Holan.
  3. CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf Maycon, Jadson (Marquinhos Gabriel) e Rodriguinho; Romero (Júnior Dutra) e Clayson (Mateus Vital). Técnico: Fábio Carille.
  4. GOL - Jadson, aos 35 minutos do segundo tempo.
  5. CARTÕES AMARELOS - Verón e Henrique.
  6. ÁRBITRO - Daniel Fedorczuk (URU).
  7. RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.
  8. LOCAL - Estádio Libertadores da América, em Avellaneda (Argentina).

O Corinthians joga sem centroavante, mas a inteligência de Jadson fez com que ele, com apenas 1,68 metro de altura, saltasse para desviar de cabeça e garantir a vitória por 1 a 0 sobre o Independiente, na noite desta quarta-feira, na Argentina. O resultado deixa o clube brasileiro em situação bem confortável na Copa Libertadores e com a classificação encaminhada para a fase de mata-mata. O clube argentino chegou a marcar o gol de empate, mas o árbitro, erroneamente, anulou a jogada.

O jogo nem parecia Libertadores. Corinthians e Independiente fizeram um jogo bom tecnicamente, com chances de gols, poucas faltas, sem confusão e em um estádio moderno, longe de ser aqueles cubículos corriqueiros do torneio continental. As equipes entraram em campo claramente para jogar futebol.

Nada de faltas desnecessárias e troca de empurrões como acontecem em confrontos de brasileiros contra argentinos. Tanto que a primeira falta aconteceu só aos 16 minutos de jogo, cometida por Henrique.

O gol da vitória saiu no segundo tempo, após Mateus Vital cruzar na cabeça de Jadson, que desviou e contou com a ajuda do goleiro Campaña colocar para dentro. O meia não estava fazendo um bom jogo, mas foi decisivo e mostrou sua importância para a equipe. Ele tinha sido poupado da partida contra o Fluminense, na estreia do Brasileirão, justamente para chegar bem ao jogo na Argentina.

Logo depois, Romero, do Independiente, marcou gol legal e o árbitro deu impedimento, para aumentar ainda mais as polêmicas de arbitragem envolvendo o clube paulista, que ainda lembra do clássico com o Palmeiras, na decisão do Paulistão.

Deixando de lado as polêmicas, o fato é que o Corinthians chegou aos sete pontos e reassumiu a liderança do grupo. Millonarios, que venceu por 4 a 0 o Deportivo Lara na terça-feira, é o segundo colocado, com quatro.

A equipe alvinegra volta a campo pela Libertadores no jogo de volta contra os argentinos, dia 2 de maio, na Arena Corinthians. O time de Fábio Carille ainda tem como ponto a se destacar o fato de ser o único time da competição continental que ainda não levou gols na fase de grupos. Bem como prega a cartilha do técnico Fábio Carille, adepto do sistema defensivo forte e de um time sempre frio em campo.

FICHA TÉCNICA:

  1. INDEPENDIENTE 0 x 1 CORINTHIANS
  2. INDEPENDIENTE - Campaña; Bustos, Amorebieta, Figal e Gastón Silva; Domingo, Gaibor, Gonzalo Verón (Fernández), Benítez (Gigliotti), Menéndez (Meza); Romero; Técnico: Ariel Holan.
  3. CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf Maycon, Jadson (Marquinhos Gabriel) e Rodriguinho; Romero (Júnior Dutra) e Clayson (Mateus Vital). Técnico: Fábio Carille.
  4. GOL - Jadson, aos 35 minutos do segundo tempo.
  5. CARTÕES AMARELOS - Verón e Henrique.
  6. ÁRBITRO - Daniel Fedorczuk (URU).
  7. RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.
  8. LOCAL - Estádio Libertadores da América, em Avellaneda (Argentina).

O Corinthians joga sem centroavante, mas a inteligência de Jadson fez com que ele, com apenas 1,68 metro de altura, saltasse para desviar de cabeça e garantir a vitória por 1 a 0 sobre o Independiente, na noite desta quarta-feira, na Argentina. O resultado deixa o clube brasileiro em situação bem confortável na Copa Libertadores e com a classificação encaminhada para a fase de mata-mata. O clube argentino chegou a marcar o gol de empate, mas o árbitro, erroneamente, anulou a jogada.

O jogo nem parecia Libertadores. Corinthians e Independiente fizeram um jogo bom tecnicamente, com chances de gols, poucas faltas, sem confusão e em um estádio moderno, longe de ser aqueles cubículos corriqueiros do torneio continental. As equipes entraram em campo claramente para jogar futebol.

Nada de faltas desnecessárias e troca de empurrões como acontecem em confrontos de brasileiros contra argentinos. Tanto que a primeira falta aconteceu só aos 16 minutos de jogo, cometida por Henrique.

O gol da vitória saiu no segundo tempo, após Mateus Vital cruzar na cabeça de Jadson, que desviou e contou com a ajuda do goleiro Campaña colocar para dentro. O meia não estava fazendo um bom jogo, mas foi decisivo e mostrou sua importância para a equipe. Ele tinha sido poupado da partida contra o Fluminense, na estreia do Brasileirão, justamente para chegar bem ao jogo na Argentina.

Logo depois, Romero, do Independiente, marcou gol legal e o árbitro deu impedimento, para aumentar ainda mais as polêmicas de arbitragem envolvendo o clube paulista, que ainda lembra do clássico com o Palmeiras, na decisão do Paulistão.

Deixando de lado as polêmicas, o fato é que o Corinthians chegou aos sete pontos e reassumiu a liderança do grupo. Millonarios, que venceu por 4 a 0 o Deportivo Lara na terça-feira, é o segundo colocado, com quatro.

A equipe alvinegra volta a campo pela Libertadores no jogo de volta contra os argentinos, dia 2 de maio, na Arena Corinthians. O time de Fábio Carille ainda tem como ponto a se destacar o fato de ser o único time da competição continental que ainda não levou gols na fase de grupos. Bem como prega a cartilha do técnico Fábio Carille, adepto do sistema defensivo forte e de um time sempre frio em campo.

FICHA TÉCNICA:

  1. INDEPENDIENTE 0 x 1 CORINTHIANS
  2. INDEPENDIENTE - Campaña; Bustos, Amorebieta, Figal e Gastón Silva; Domingo, Gaibor, Gonzalo Verón (Fernández), Benítez (Gigliotti), Menéndez (Meza); Romero; Técnico: Ariel Holan.
  3. CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf Maycon, Jadson (Marquinhos Gabriel) e Rodriguinho; Romero (Júnior Dutra) e Clayson (Mateus Vital). Técnico: Fábio Carille.
  4. GOL - Jadson, aos 35 minutos do segundo tempo.
  5. CARTÕES AMARELOS - Verón e Henrique.
  6. ÁRBITRO - Daniel Fedorczuk (URU).
  7. RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.
  8. LOCAL - Estádio Libertadores da América, em Avellaneda (Argentina).

 

Fonte: RD News



PUBLICIDADE