Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |   WebMail  |   Fale Conosco
Publicada: 26/12/2015 12:44:00-MT
Jovem de 19 anos é morto a tiros em MT enquanto comia em restaurante
Foto:

Daniel de Jesus Amorim estava na companhia do primo quando foi morto.
Testemunha disse que suspeito usava roupas camufladas e touca ninja.

Um jovem de 19 anos foi assassinado a tiros na madrugada deste sábado (26), enquanto comia em um restaurante de venda de espetinhos, no Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, um homem armado chegou em um carro e disparou contra o rapaz.

A vítima, identificada como Daniel de Jesus Amorim, estava na companhia do primo dele. Segundo a PM, o primo relatou que eles comiam no local quando ouviu um barulho da porta do carro do suspeito abrindo perto deles. Logo em seguida Daniel foi baleado.

A testemunha diz que o homem que atirou vestia roupas camufladas, como de quartel, além de usar uma touca ninja. O primo de Daniel disse aos policiais que correu do local com medo de ser atingido também.

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso e tenta identificar as motivações do crime. Até a manhã deste sábado o suspeito não tinha sido identificado ou preso pelos policiais.

Outro assassinato

Um outro assassinato foi registrado em Várzea Grande, no Bairro Jardim Glória. Segundo a PM, um rapaz identificado como Anderson Batista de Almeida, de 25 anos, foi assassinado depois de sair de uma festa em uma casa na mesma região.

As testemunhas disseram à polícia que estavam em uma festa quando houve um tumulto e briga no local. Anderson e alguns amigos decidiram ir embora depois disso. No entanto, perto da casa da vítima, o grupo foi surpreendido por uma outra briga entre pessoas que estavam em um carro e em uma motocicleta.

 

Houve tiroteio e Anderson acabou atingido no tórax, no braço e na cabeça. Uma ambulância do Samu foi chamada, no entanto, os médicos constaram a morte do rapaz. A DHPP também investiga o caso e ninguém foi preso.

 

Fonte: G1



PUBLICIDADE