Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |   WebMail  |   Fale Conosco
Publicada: 10/08/2017 08:27:28-MT
Ciclofaixa: uma provocação importante
Foto:

Até 2005 a estrada que liga Chapada dos Guimarães ao Mirante não era asfaltada. Para chegar até o ponto turístico, de onde se observa a Capital de Mato Grosso ao fundo, era necessário percorrer sete quilômetros em um areião desanimador.

Foi o governador Blairo Maggi que asfaltou a rodovia até Campo Verde e ainda fez uma ciclofaixa compartilhada para que ciclistas e pedestres pudessem percorrer com segurança o caminho até o Mirante. A construção do atrativo foi muito importante e logo a população local se apropriou da via.

O tempo passou e há 10 dias a ciclofaixa ganhou uma revitalização juntamente com a rodovia, agora no governo de Pedro Taques. A via recebeu sinalização e pintura de acordo com as normas do Conselho Nacional de Trânsito.

Removeram os “minis gelos baianos” que faziam a separação entre a rodovia e a ciclofaixa e criaram uma área larga e sinalizada para substituí-la. Para finalizar, instalaram luzes de led ao longo da via e a noite parece até a pista de decolagem de avião.

Ficou muito bom. Tão bom que todos querem utilizá-la, desde quem deseja fazer uma leve caminhada até o biker que pretende pedalar 60 km em duas horas.

Cuiabá também possui uma ciclofaixa compartilhada, são seis quilômetros de pista com sinalização removível e que só funciona aos domingos. Ela serve ao mesmo propósito da via de Chapada: oferecer lazer e qualidade de vida.

Apesar disso, é comum ouvir de corredores e bikers experientes nas duas cidades dizendo que é impossível as duas atividades ocuparem o mesmo espaço. Será?

Acredito que essas ciclofaixas estão entre as iniciativas mais democráticas de lazer para a população. Qualquer um pode utilizar, inclusive de patins e skate. Não paga para transitar nela e é possível ver pessoas de todas as classes sociais convivendo tranquilamente.

O grande fluxo na via pode desagradar os esportistas mais experientes, mas com certeza é um ambiente acolhedor para aqueles que se iniciam tanto na corrida como no ciclismo.

Para finalizar, a ciclofaixa de domingo em Cuiabá é uma grande oportunidade de vermos as bikes com destaque na paisagem urbana. Se durante a semana elas estão espremidas entre os ônibus e carros, aos domingos elas desfilam tranquilas e despertam cada vez mais nas pessoas a vontade de fazer uma atividade.

Acredito que quem deseja fazer um treino forte deva optar por locais específicos para sua modalidade esportiva.

Maria Rita Ferreira Uemura é jornalista, empresária, diretora da empresa de eventos de aventura ULTRAMACHO e escreve exclusivamente toda quinta-feira neste Blog (www.ULTRAMACHO.com.br) - e-mail: ferreirauemura@gmail.com

 

Fonte: RD News



PUBLICIDADE