Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |   WebMail  |   Fale Conosco
Publicada: 27/09/2017 10:46:49-MT
Reforma tributária nos EUA é a nova aposta de Trump

ÀS SETE - Segundo o presidente, o plano de reforma tributária reduzirá os impostos “tremendamente” para a classe média, quase o dobro da dedução média

Foto:

O presidente Donald Trump continua em sua batalha para aprovação de suas pautas no Congresso dos Estados Unidos. Hoje os membros do partido republicano apresentam uma proposta de reforma tributária, um projeto alvo de brigas entre o presidente e os membros do partido democrata no legislativo americano.

É esperado que o plano seja agressivo e custoso para os cofres públicos, com reduções para companhias e indivíduos, ao mudar deduções de impostos. Por enquanto, há dúvidas se o projeto irá aumentar ou diminuir os impostos sobre os mais ricos.

Na terça-feira, Trump disse que o plano de reforma tributária reduzirá os impostos “tremendamente” para a classe média, quase o dobro da dedução média, e que tentará tornar o código tributário simples e justo.

O plano será divulgado cinco meses depois de Trump ter apresentado um prospecto inicial da reforma, que previa cortes nos impostos empresariais — uma redução dos atuais 35% para 20%.

A pauta, prometida por Trump como “uma reforma Tributária das maiores em décadas”, tem sido longamente esperada pelos grandes bancos e por grandes grupos de negócios. Igualmente, a reforma já enfrenta forte oposição da oposição Democrata, que acusa a legislação de ser uma entrega à América Corporativa e empresas de Wall Street.

De acordo com análises feitas pelo Comitê de Orçamento Federal Responsável (CBO), a reforma tributária adicionaria 1,5 trilhão de dólares à dívida americana em 10 anos.

Se houver a redução da tributação, é necessária que a reforma seja acompanhada da redução de custos, como mudanças na legislação de saúde — uma bandeira que Trump luta há meses para passar no Congresso.

Este, inclusive, é um dos argumentos que os democratas irão usar para rebater a proposta: com os republicanos são tradicionais defensores da austeridade fiscal, é no mínimo contraditório que o partido queira aprovar uma reforma que colocaria em risco o orçamento da nação.

Esta semana os republicanos viram a derrocada de mais uma tentativa de substituir o programa de acesso à saúde Obamacare, uma legislação que, sem sucesso, o partido vem tentando reverter desde o início do ano — mesmo detendo maioria na casa. A reforma Tributária pode ser a primeira grande vitória legislativa de Trump, e por isso é tão importante para o presidente.

 

Fonte: Revista Exame



PUBLICIDADE